quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

O PMDB


O PMDB é o maior partido nacional, também o maior da América Latina, também o mais retalhado, é o único partido com diretório em todos os mais de cinco mil municípios do Brasil, é o partido da base do governo que tem mais ministérios, também é o partido que tem mais donos e por isso mais disputas. Agora é o partido que vai governar o Legislativo Federal e com os seis ministérios do Executivo, certamente vai pressiona o presidente Luiz Inácio e vai governar o País. Isso é péssimo. O PMDB não tem feito força para ter um presidente da república do partido, ele prefere ter maioria no Legislativo e poder extorqui. É um verdadeiro perigo, são muitos os interesses e em sua maioria escusos. Não deve lançar presidente da república próprio, mas vai influenciar muito. Até porque a última vez que lançou presidente, foi o dr. Wilisses Guimarães que era centralizador, austero e autoritário, apesar de ter combatido o regime militar, mas o dr. Wlisses ficou com aproximadamente 3% dos votos, um verdadeiro fiasco, tudo pela falta de união em função do seu gigantismo. Agora, o presidente Luiz Inácio esta refém, refém do PMDB.

Renan Calheiros de volta...


Esse aí é o cara. O senador pelo estado das Alagoas volta com força total ao cenário político nacional. Depois de ter que renunciar para não responder a processo que levaria a sua cassação e o tornaria inelegível, ele renunciou ao cargo de presidente do Senado e conseguiu se manter senador. Agora, foi Renan o grande articulador da eleição de José Sarney, foi ele quem convenceu Sarney a deixar lançar e usar o seu nome, também foi ele o responsável pela articulação dos votos. Renan não fez isso pó acaso, fez porque ele quer o poder e esse era um caminho e porque o outro candidato adversário de Sarney era o senador do Acre Tião Viana que foi quem presidiu o Senado em substituição ao afastamento de Renan na crise do pagamento por lobista da pensão alimentícia da filha que Renan teve com sua amante e outras falcatruas mais. Com isso Renan trabalhou contra Tião e venceu. Esses são os senhores senadores que temos por lá. Cada um tem o Senado que merece...

Acertamos.

Era o previsível, mas como diz o falecido Tancredo Neves: Política é como nuvem, cada vez que você olha esta de um jeito. As duas velhas raposas felpudas venceram. José Sarney é o presidente do Senado Federal e consequentemente o primeiro na linha sucessória do presidente e vice da república e Michel Temer vai presidi a Câmara dos Deputados Federais. Ambos além de presidentes das casas legislativas, teem em comum o fato de estarem presidindo a mesma casa pela terceira vez. Não mudou absolutamente nada, tudo esta como antes... As figurinhas são as mesmas.