quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Contagem regressiva.

Faltam exatos 14 dias, vejam bem senhoras e senhores 14 dias para o mandato do prefeito Alexandre Mocaiber terminar, não vai deixar saudade, muito ao contrário. Ficam algumas perguntas que não quer calar: Será que ele tem consciência do mal que ele fez para a cidade e para os munícipes? Será que ele consegue deitar a cabeça no travesseiro e dormir tranqüilo? Será que ele tem consciência que ele é o grande e único responsável pelos chefes de família ainda presos no Rio de Janeiro (não que os que lá estão não tenham que pagar, mas a responsabilidade é do prefeito que se não fosse irresponsável eles não teriam feito o que fizeram e não estariam lá). Será que ele vai dar posse a prefeita eleita? E finalmente será que não vai preso?

Viação 1001

A passagem Campos x Rio de Janeiro foi aumentada em 10,2% pelo mesmo foi o que informou os jornais. Mas considero inoportuno esse aumento, principalmente nesse momento, uma vez que as praças de pedágio estão sendo construídas e em fase de acabamento, portanto logo logo será colocado em funcionamento e conseqüentemente a empresa 1001 vai justificar um outro pedido de aumento. Esse nosso trecho, guardando as devidas proporções é considerado um dos mais carros do País. É necessário que as autoridades locais, em especial a prefeita eleita que já foi governadora quebre esse monopólio com relação a essa prestação de serviço. A exclusividade na exploração da linha não é salutar para ninguém, entrando pelo mesmo uma outra empresa no mercado possibilitaria fazermos uma comparação de preço e serviço. É chegada a hora de uma mudança.

Pronto, fim da novela do orçamento.

Desnecessário o desgaste, mas ele aconteceu e ontem enfim o orçamento de 2009 foi votado pela Câmara Municipal, o contrário não interessava a ninguém e esta ai. A prefeita eleita vai governar o próximo ano com o orçamento elaborado pelo governo, ou melhor, desgoverno de Alexandre Mocaiber, mas é assim mesmo, quando ela sair daqui a 4 ou 8 anos, alguém que entrar também governará com um orçamento elaborado por ela, é essa a regra do jogo. Vai ser difícil? Vai sim, vais ser muito difícil, principalmente para nos os munícipes, mas mesmo assim, espera-se que por pior que seja, ainda seja melhor do que os momentos que estamos vivendo. Agora ela terá que pedir suplementações a Câmara Municipal uma vez que o orçamento certamente não dará para tocar o município, o que não será difícil uma vez que ela já tem maioria absoluta. Vamos enfrente porque a fila anda...