terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Todo cuidado é pouco...

Arnaldo foi precipitado. Essa de fazer um acordo com Garotinho seri ao mesmo que ¨cuspi no túmulo de minha mãe.¨ é muito forte. Arnaldo sabe que em política, para uma sobrevivência, tudo é possível. No meio político já se fala na morte política de Arnaldo caso não vença a eleição para deputado federal. A política em Campos necessita urgentemente a criação de lideranças. Mas esse é um problema que vem de muitas décadas. Roberto Silveira tinha seu contraponto, Zézé Barbosa fazia contra ponto com Rock e agora Garotinho faz contraponto com Arnaldo. É a perpetuação no poder. Portanto, não podemos esquecer o que disse Arnaldo. Acho que ele não deveria ter metido a finada que querida professora Amélia nessa história. D. Amélia, foi uma grande pessoa e profissional, querida por toda a sociedade, uma pessoa respeitada e não merece ter seu nome envolvido nessa baixaria. O deputado Arnaldo Vianna pecou...