terça-feira, 21 de dezembro de 2010

E não era sexta-feira 13.

A ex outrora pacata São João da Barra vive momentos difíceis. Na última sexta feira (17/12) o caos se instalou por lá. As 7h da manhã pneus eram queimados no trevo de Grussai e obrigou o fechamento da estrada, só sendo aberta com a chegada das polícias e bombeiros. A alternativa era uma estrada poeirenta a partir da localidade de Cajueiro. As 9h da mesma manhã, um mini trio elétrico com som nas alturas (e isso os sanjoanenses sabem fazer bem), infernizava a vida de todos nas ruas centrais de SJB. Era um protesto liderado pelo vereador Aloísio Siqueira (membro da minoria da prefeita na Câmara Municipal.

O trio e seus seguidores vestidos de preto, obrigaram o fechamento da loja de moda do vereador presidente da Câmara Municipal Alexandre Rosa.

Pensam que parava por ai.

Nada disso.

Em torno de 10h ou 10h e 30m, ainda da fatídica sexta feira, um acidente automobilístico de grande proporção entre uma caminhonete e um Fiat Prêmio na altura da loja de material de construção Jacy (entrada de Atafona) impedia totalmente por várias horas a ligação entre SJB e a praia de Atafona. Na tentativa de cortar caminho, vários e vários caminhões ficaram atoladas pelos barrancos de areia.

E daí por diante quem tem bom senso não mais saiu de casa até que o dia acaba-se e a note chega-se.

Alexandre Rosa parece que esta procurando chifre do boi em cabeça de cavalo...



A população de São João da Barra tem que tomar providências urgente. Os escândalos por lá esta de deixar corado de vergonha os últimos dias do governo Alexandre Mociaber.

Para completar, o presidente da Câmara Municipal de SJB, Alexandre Rosa (ele tem como chara os dois últimos prefeitos de Campos, Alexandre de Mocaiber e Rosa de Rosinha) deu mais tiro no pé.

Apresentou na Câmara Municipal de SJB na última reunião, nada mais nada menos que Marcilene Nunes (também conhecida pela alcunha de Marcilene Darflon). Rosa apresentou Marcilene que é contadora como ¨analista técnica administrativa¨ da CMSJB.

Corajoso esse tal de Alexandre... Será que ele é inocente, bobo ou ignorante?

Alexandre Rosa esta brincando... Marcilene é mais suja do que ¨pau de galinheiro¨, por onde passou deixou rastro sujo: Em São Francisco do Itabapoana, por meios e motivos escusos chegou a ser Secretária de Fazenda do governo de Pedro Cherene e onde apanhou e foi expulsa pela primeira dama e filhos, por razões impublicáveis. Veio para Campos dos Goitacazes, não podia ser em outro governo que não o de Mociaber e só não foi presa como os demais comparças, porque fugiu.

A contadora Marcilene quando na Controladoria de Campos, tinha como companheira de atividades, Tânia Scher (uma também contadora, não confundam com a atriz), que também foi chamada a se explicar na Justiça por conta das falcatruas do governo Mocaiber.

Marcilene que agora esta em SJB responde a vários processos e seu curriculum esta bem postado no blog de um jornalista de SJB (clique e leia aqui).

São João da Barra não merece, nem o legislativo e nem o executivo que tem, mas quem sou eu para apontar o dedo e atirar a primeira pedra...

Sérgio Mendes também responde a Garotinho.

Com pouca intimidade com a rede net, Sergio Mendes recorreu ao blog do seu (dele) companheiro Fernando Leite (quem quiser ler, clique aqui). Jogou o que era possível no ventilado. Garotinho para responder, vai ter que falar o que não pode desmentir e nem gostaria de falar (como sua relação com o deputado cassado Álvaro Lins). Sérgio o conhece bem, assim como Fernando, foram todos muito amigos, mas muito mesmo. Mas... uma boa resposta a Garotinho somente com o grupo muito unido e reconheço que isso é difícil. Também não podemos subestima Garotinho, apesar de não ter escolaridade, ele é inteligente, ardiloso, impiedoso e contumaz. Mas de alguma forma esta recebendo seu troco. Quem diz o que quer, ouve o que não quer.

O mais interessante de tudo isso é que os blogs de um modo geral não fizeram comentários sobre a fala de Garotinho no último sábado. Será porque?