domingo, 23 de novembro de 2008

Voltando ao assunto...

Até onde consta, dizem que o silêncio de jornais, blogs ¨oficiais¨, oficiosos e simpatizantes se deve ao fato desse novo governo eleito estar querendo passar a imagem de paz e amor. Enfim estão querendo aparecer bem na foto...

Mas também há os que dizem que existe um acordo velado feito já algum tempo para conseguir trazer para o lado vitorioso algumas lideranças que realmente tem voto e que estão órfãs, o exercito do PDT, mas que perdeu a guerra.

Dizem que isso já estava combinado e que o prefeito Alexandre Mocaiber fez e bem o seu papel para derrotar Arnaldo Vianna dando a eleição a Rosinha Garotinho, dizem que o comparecimento de Mocaiber na seção de votação de Arnaldo fazia parte da estratégia do dia.

E tem os que dizem que tudo é modelo. Quando tomar posse a prefeita eleita vai colocar a alavanca no canto e vai detona tudo e todos, dizem que não vai ficar pedra sobre pedra, É O QUE SE ESPERA...

O caso do PSF ainda vai dar o que falar.

Parabéns ao colega Ruan pela cobertura no inicio dessa manhã chuvosa de domingo quando alguns ficaram sem internete e as informações eram desencontradas, ele aqui no seu blog abasteceu a todos com informações precisas e detalhadas. Mais uma vez parabéns.

A pergunta que não quer calar? Cadê o representante do governo municipal numa hora tão grave quando essa? Aonde esta a Secretária de Comunicação Social do Município? E com a palavra o dr. Rogério Quitete, Secretário de Saúde do Município e maior interessado pelo concurso.

Depois dessa, é melhor o prefeito Alexandre Mocaiber dar por encerrada sua administração que fique na capital onde já vive, ficando longe daqui ele atrapalha menos. Será que ele tem consciência do mal que ele fez e faz a cidade e a população? Espero que sim porque senão seria um conceito explicito de imbecilidade.

Comporta ação de indenização judicial por danos morais e materiais a todas as pessoas que se sentirem lesadas. A devolução do valor da inscrição no concurso em dobro, pode ser questionado na Justiça caso o Procon não queira tomar partido por ser parte interessada.

AINDA É TEMPO DE NOS INDIGNARMOS...