sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Um belo monumento.


Esta escultura tem o nome de Nego representa o última india esta localizada na estrada Friburgo Terezopolis km 55, me foi enviadoa por Jaime Siqueira e tirada em recente viajem agora no final do ano de 2008.

A lua de mel durou pouco.

A lua de mel do político com a população acaba quando ele assume o poder, a prefeita Rosinha Garotinho começa a ser cobrada, há menos de sete dias útil. Só que injustamente, porque todos nos sabemos as condições que o desgoverno corrupto de Alexandre Mocaiber entregou a Prefeitura, portanto não é hora de baderna, aquele que não puder ajudar que não atrapalhe. Se não votou nela, tudo bem, fica na sua, pense na cidade, ele foi eleita pela vontade da maioria, queiram ou não é a Prefeita. Pelo menos por algum momento, vamos deixar de olhar para nosso próprio umbigo, vamos pensar no coletivo, no todo, vamos tentar reconstruir essa cidade. Porque não vão para a porta do Poder Judiciário cobrar uma solução com relação ao processo referente ao escândalo da venda da área do supermercado Roncetti? Porque não cobram a prisão de pessoas que tinham a responsabilidade de fiscalizar e outros de controlar as contas do município e não fizeram? Porque não protestam pedindo a prisão do ex-prefeito Alexandre Mocaiber? Tenham coragem e publiquem isso! Vamos ser minimamente coerentes, tudo tem um limite.

Política local.

Passada a eleição municipal, a posse, a política local já começa a fazer marola com pensamento nas eleições de 2010 (eleição para governador, deputado estadual, federal e senador). O ex-governador Garotinho volta a liderar o cenário político e consequentemente a reeleição de Arnaldo Vianna já não fica tão garantida assim. Uma coisa é você fazer 100 mil votos numa candidatura a prefeito (caso de Arnaldo) e outra muito diferente será fazer 60 mil votos (expectativa, mera projeção) para se eleger deputado federal, disputando voto com Pudim, Paulo Feijó e quem mais vier por ai. Se o deputado Arnaldo resolver vir deputado estadual, a coisa ai fica ainda pior porque o partido dos deputados Wilson Cabral e João Peixoto estão fechado com Garotinho a nível municipal e tem ainda a candidatura de Roberto Henriques assumida publicamente. Garotinho que já foi Governador deu mostra de que tem voto lá fora e consequentemente força política (elegeu Pudim como segundo mais votado no estado quando estava no poder e agora fez a filha vereadora na Capital fora do poder), já declarou que sai candidato a governador novamente, mas não se espantem se vier como senador onde ficaria no cenário nacional por 8 anos consecutivos. Pela idade que tem, em 2018 poderia sair candidato a presidente da República. Vamos dar tempo ao tempo, como dizia Tancredo Neves: Política é como nuvem... cada vez que você olha esta de um jeito...