domingo, 31 de outubro de 2010

Traição... Situação complicada...

Se for verdade a neutralidade de Garotinho com relação a eleição para presidente (ele não estaria apoiando nem Dilma e nem Serra). Assim sendo, ele ESTA SENDO TRAIDO PELOS SEUS CABOS ELEITORAIS MAIS PRÓXIMOS. Se realmente ele optou pela neutralidade, seus companheiros a começar pelo fiel escudeiro DEPUTADO FEDERAL GERALDO PUDIM. Pudim não podia ter declarado apoio em praça pública a candidata Dilma. Também não podiam estar fazendo boca de urna, os mais importantes e próximos companheiros de lutas eleitorais. Garotinho não mereceia tanta traição. Isso não se faz... . Garotinho não é merecedor de tanta traição. Isso deve ser armação dos adversários, coisa de inimigo querendo desetabilizar Garotinho. O pior de tudo: Pudim declarou apoio a Dilma e os demais companheiros de luta, sabe-se lá orientados por quem (?) estão pedindo voto para Serra. Vai que Serra perde e Dilma ganha? Como fica Garotinho?

O texto abaixo é do jornalista e blogueiro Fernando Leite (clique aqui) e confira. Fernando é uma pessoa bem informada e respeitado. Mas fazer o que? Já andou em mas companhias... mas isso faz tempo... ele tomou juizo...

¨Nem Nahim, nem Pudim. O PR de Campos adotou uma solução salomônica para evitar confronto interno, na disputa da vaga de candidato à prefeito, nas eleições suplementares de março do ano que vem.
O candidato à prefeito é Anthony Garotinho.
A fonte da informação é boa e vai além: a idéia é compor uma chapa genuinamente republicana, com a escolha de um vice, com o perfil do professor Bernardino.¨

Fernando, o professor Suledil Bernardino de vice, é suicídio político...

É assim...

Para lê e pensar...

TODA NEUTRALIDADE TEMPORÁRIA É POR LIVRE E EXPONTÂNEA PRESSÃO...

Quem diria?!... Quem diria?!...

Vejam (clique aqui) a postagem de hoje no blog de Pudim (deputado federal), apoiando a candidata do PT Dilma Roussef, a postagem é longa, só tem elogios e tem até foto (antiga, pois é quando Dilma ainda estava de peruca). Quem diria que viveriamos para ver Garotinho de um lado e Pudim de outro e tão clara e publicamente. Sinal de novos tempos...

" É fundamental que a esta altura do campeonato não deixemos dúvidas sobre nossas posições e convicções políticas.

Desde o primeiro turno da eleição presidencial declarei meu apoio a Dilma.

Apesar de respeitar a conduta do Partido da República, pessoalmente vou continuar na minha posição. "

Essa é uma pequena mostra.

Mas se continuar mesmo nessa postura, se Garotinho permanecer na mesma postura e se a D. Dilma ganhar mesmo, Pudim caminha a passos largos para um rompimento com Garotinho e quem sabe um ministério no novo govêrno Federal.

Vai Pudim, vai em frente... Sai desse corpo que não te pertence...

Minha Buenos Aires querida...


Morreu Nestor Kirchiner, marido da presidente da Argentina Cristina. Argentina é um pais lindo, acolhedor e agradável, tem um povo civilizado e culturado. Mas... politicamente é um país sofrido, já teve todo tipo de problema político (felizmente tem conseguido superar). Certamente o país vai passar por uma grande turbulência, ele era o político, já tinha sido presidente e quem governava de fato era ele. Já se fala que a presidente Cristina não conseguirá conduzir como o marido a política local. Como ficará a presidente, a presidencia e o país, só o tempo dirá. Enquanto aqui somente agora estamos elegendo uma mulher para presidente, lá, os argentinos já tiveram Evita e depois Isabelita (ambas foram um verdadeiro desastre). Agora aos argentinos, (em especial a Gustavo), só resta torcer para que os sofrimentos anteriores não se repita. Vamos em frente...

D. Dilma já votou

D. Dilma acaba de votar em Porto Alegre, vai para a casa da filha. Saiu do local de votação, escoltada por grande número de seguranças e pela Polícia Federal (o parato foi grande) e olha que ela ainda é só candidata. Que me desculpem os petistas, uma coisa é ser oposição, outra coisa é ser poder. E eles já descobriram isso.
Observação: Outro dia em conversa com um petista local, mas da ala histórica, e dele ouvi posições lúcidas com relação ao partido, fiquei feliz.

Colocação clara de Roberto Moraes.

O texto abaixo esta postado no blog de Roberto Moraes (clique aqui) com o título: É Fato! É uma das postagens mais lúcidas que lí. É importante também que leiam os comentários.

Garotinho está com Serra. Apesar do seu partido, o PR, no estado do Rio de Janeiro, ter afirmado uma neutralidade, a verdade é que sua posição está clara. Todos os que lhe são próximos já anunciaram e trabalham pelo candidato tucano.

O próprio, por conta, da sua oposição permanente a Cabral, já afirmou em seu blog “vamos ver o resultado das urnas, no domingo, no Rio de Janeiro”. Garotinho quer provar que deu, em 2002, no 2º turno, mais votos a Lula (6.3 milhões de votos) que agora dará Cabral, à candidata Dilma, já que no 1º turno foram 5,2 milhões de votos. Não é crível que quem torce deste jeito tenha posição distinta na hora do voto e do apoio.

A única exceção conhecida é a de Pudim, que declarou voto em Dilma e fez movimentação em favor da candidata agora no 2º turno. Além da torcida, é evidente que há trabalho para que a votação de Serra seja maior que Dilma em Campos e no interior, e ainda, para que os votos no estado sejam inferiores aos 6,3 milhões de votos. A campanha não é ostensiva, mas forte e circula por dentro da máquina local além do partido, onde sua filha é a que mais se mobiliza.

Eleição 2010.


Hoje é dia de votar e de refletir. O eleitor campista deve refletir sobre o fato de nenhum candidato a presidente da república ter vindo fazer campanha em Campos. Seria porque? Mesmo sendo o maior colégio eleitoral do interior do Estado e mesmo tendo o orçamento que temo. Sabem porque nenhum candidato veio aqui pedir voto? Quem souber o motivo exato, por favor me conta. Todos fiquem de olhos bem abertos. Com a palavra os lideres políticos locais.