sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Economia derrete mundo afora.

Com a eleição de 2.º turno nas portas, a mídia ocupada, algumas com seus interesses pessoais e particulares, os jornais locais não dão espaço para a economia internacional.
Mas a crise financeira internacional já passou do grave, é gravíssima.
O pensamento que rola é que se o mundo não se unir para combater a crise, todos irão afundar juntos.
O interessante é que esse pensamento é agora quando a crise é de responsabilidade exclusiva dos Estados Unidos, foi ele com sua irresponsabilidade, logo após o 11 de setembro de 2002, ao abrir o crédito indiscriminado, levou a economia mundial ao cadafalso.
Os problemas têm acontecido em cascata.
A grande verdade é que o mundo se redesenha, a supremacia dos paises considerados os mais importantes e fortes do planeta, está se modificando, muitos são os sinais.
Vejamos: O 11 de setembro que tombou as Torres Gêmeas, a saída de cena de Fidel Castro ditador cubano e agora por fim o derretimento da economia mundial.

Nenhum comentário: