quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Curtas mas necessárias...


Câmara Municipal esta chegando a hora...

1. A prefeita eleita Rosinha Garotinho já articula para fazer sua maioria na Câmara Municipal. É licito e normal, não vai precisar fazer muito esforço. Político não gosta de viver a margem do poder, não resiste ao ver uma caneta cheia de tinta. Nelson Hahim cunhado da prefeita eleita, não terá que fazer muito esforço para ser o presidente da Câmara, já foi comandante da casa e não terá dificuldades de chegar lá. Nahim é habilidoso, tem trânsito entre os colegas, sabe dialogar e quando bate não bate com a mesma intensidade do irmão. É função de Nahim começar a coopta vereadores eleitos pela coligação do adversário Arnaldo Vianna.

2. Certamente Marcos Barcelar vai tentar montar uma chapa para concorrer a mesa da Câmara Municipal, mas vai ser difícil, até porque o número e nome de vereadores não esta definido. Barcelar inteligentemente não aceitou e nem deverá aceitar se passar para o lado de Garotinho, por medo, mas não é esse medo comum, porque isso ele não tem, é medo no sentido de ser engolido na medida que se alia, medo de fazer errado. Numa análise fria Barcelar ao ir para o lado do novo poder que se instalará, só tem a perder, senão vejamos: Será um dos últimos a chegar... Ficará queimado com o eleitorado e a população pelo fato das brigas públicas com Garotinho... Não presidiria a Câmara Municipal... E sabe que esta aberta a vaga de uma liderança na ala da oposição... Por ser sabido jamais será indicado por Garotinho para uma eventual candidatura a prefeito... Com todas essas perdas pular para que?

3. Para o lado de Rosinha Garotinho já vieram antes mesmo do segundo turno terminar, tendo inclusive sido motivo de acalorada discussão no apartamento do deputado Arnaldo Vianna, Altamir Bárbara e Jorge Rangel. Também quem ainda no período eleitoral mandou mensageiro conversar com os Garotinhos foi o vereador Abdu, seu ex-médico particular e até então desafeto. Agora já falam publicamente em pular de lado a reeleita d. Penha e Rogério Matoso, ambos com a concordância do presidente do PPS ex-prefeito Sérgio Mendes, todos apoiadores de Arnaldo Vianna e participe do governo Alexandre Mocaiber.

Nenhum comentário: