terça-feira, 11 de novembro de 2008

Esperança... a última que morre... sempre.

Fala-se em horário especial de natal, festas de fim de ano. A seguir falaremos de férias e depois carnaval. Mas o campista não tem o que festejar e comemorar nesses próximos meses. Esse será o natal, ano novo, férias e carnaval da esperança. Esperança que este desgoverno de Mocaiber acabe logo para alegria de todos e infelicidade de uma minoria de corruptos privilegiados. Esperança que a paz se restabeleça nesta cidade sofrida. Esperança que a Justiça faça justiça. Esperança que a violência nesta antes pacata cidade, diminua. Esperança que Rosinha Garotinho faça um bom governo. Esperança que a crise econômica mundial nos atinja o mínimo possível. Esperança que Obama tenha sucesso nos EUA para o nosso bem. E acima de tudo: Esperança em dias melhores, até porque dias piores é difícil de imaginar. Mas diz o ditado: Não há nada tão ruim que ainda não possa piorar. Então vamos apostar na ESPERANÇA.

Nenhum comentário: