sábado, 22 de novembro de 2008

A nova prefeita deve enxugar a máquina...

O que se espera do novo governo é que a máquina seja enxugada. O número de Secretarias e conseqüentes secretários ociosos e inoperantes são grandes. Qual a necessidade de ter Gerencia de Esporte e Fundação do Esporte. O que faz a Secretaria de Indústria, Comercio e Turismo? E a Secretaria de Justiça e Assistência Judiciária? Qual a função além de prestar defensoria pública que já foi até questionada judicialmente? O que essa secretaria fez até o dia de hoje? Porque não unificar a Empresa Municipal do Transporte que cuida do transito com a Secretaria de Transporte que cuida dos carros da PMCG? Quem é o Gerente Fiscal, o que essa gerência faz ou fez até os dias de hoje. Para que ter a Gerência de Cultura e a Fundação Cultural Osvaldo Lima, porque não unificar tudo numa única secretaria, colocando ai a Fundação Teatro Trianon. O que faz a gerência da Ação Social se já temos a Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social? A gerência de Infra-estrutura deveria ser uma mera diretoria dentro da Secretaria de Obras. O que é a Gerência do Desenvolvimento Geral, desenvolvimento é a única coisa que a cidade não teve nesses últimos quatro anos, a que e a quem serve essa gerência? Qual a função e o que fez até os dias de hoje a Gerência de Desenvolvimento do Interior? Cidac, Emut, Ippucam, Campos Luz e EMFAB deveriam perder o status de Secretaria e ser apenas uma diretoria subordinada a suas respectivas secretarias. Só para lembrar as Gerências foram criadas no governo Arnaldo Vianna para atender a então Secretaria de Planejamento tendo como super secretária Ilsan Vianna. As gerências ficavam acima dos Secretários Municipais. Portanto se o novo governo quiser modernizar e recuperar o tempo perdido tem que começar por aqui.

Nenhum comentário: