sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Alexandre Mocaiber é digno de pena...

Lamentável, sofrida, melancólica a postura não do prefeito, mas do homem (como ser humano) que se diz religioso (tradicionalista), não ter solidariedade, piedade, caridade de uma população sofrida, humilhada, envergonhada com tudo o que vem passando. O que se espera é que a população que tem memória curta, não se esquece de quem é e como foi a gestão desse ¨homem¨ como prefeito, gestor e condutor desse município. O absurdo do prefeito Alexandre Mocaiber chega ao cúmulo quando indagado por um jornalista local, com relação as festas de verão em janeiro, ele responde: Olha, isso é a prefeita eleita. A nossa responsabilidade é até a transição, é até o réveillon, à partir daí é a prefeita que vai decidir o que ela quer.” O prefeito precisa entender que no poder público existe as soluções de continuidade, o município não pode parar, é uma coisa dinâmica. Ele tem responsabilidade sim, não vai só até o reveillon não, a cidade não pode ser tratada como a vida dele, irresponsavelmente. Não tem jeito mesmo, ele é um irresponsável, um louco, um inconseqüente...

Nenhum comentário: