quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Câmara Municipal e o orçamento de 2009.

Não faz sentido essa tensão na Câmara por conta da votação do orçamento de 2009. A não votação não trará vantagem para ninguém e também não traria prejuízos a prefeita eleita que vai começar o mandato com maioria absoluta e portanto com a possibilidade de resolver o assunto imediatamente sua posse. O orçamento que será votado foi elaborado pelo desgoverno de Alexandre Mocaiber e consequentemente o orçamento deverá estar da mesma forma que a sua administração, portanto será inevitável correções e suplementações. Como se vê essa procrastinação é desnecessário ninguém tem nada a ganhar nem mesmo a oposição, porque sem orçamento nem mesmo a Câmara terá repasse de recursos para seu sustento.

Nenhum comentário: