quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Dr. Antônio Mauricio Costa disse ontem no rádio.

Segundo o brilhante criminalista dr. Antônio Maurício Costa (que diga-se de passagem não é meu parente, mas um colega) o pedido de prisão do ex-prefeito de Campos dos Goitacazes, dr. Alexandre Mociaber, que desgovernou a cidade até final do ano que findou não procede. Tecnicamente concordo. O ilustre jurista tem toda razão. Se o pedido foi feito com base no processo que rendeu as prisões de 11 de março de 2008, ele esta coberto de razão. O acusado não representa mais nenhum risco, nem mesmo os que foram e estavam presos (por isso saíram). Preso, todos deveriam estar não por aqueles fatos de malversação federal, mas sim pelo que fizeram principalmente a posteriore. Alguns membros do governo deveriam estar presos em fragrante delito ao sacarem recursos públicos na boca do caixa. O ex-prefeito também não poderia ser poupado pelo fato de alegar não saber o que estava acontecendo. Ai o crime é de conivência e/ou omissão. De qualquer forma, o que existia desgovernando a cidade de Campos era uma quadrilha e consequentemente tinha chefe e ponto final.

Nenhum comentário: