sábado, 19 de setembro de 2009

Os Garotinho

Dizem que é invenção do jornal Folha da Manhã, mas eu prefiro acreditar que seja verdade a materia da parte política do jornal de hoje ( clique aqui ) onde afirma que o certo vem ficando cada vez mais apertado contra os aliados do governador Garotinho. Uma pessoa presente a reunião num sítio em Atafona no município de São João da Barra disse que o presidente da ALERJ, deputado Jorge Picianni, foi muito cordial, até carinhoso com a prefeita Rosinha Garotinho e que ficou em pánico quando foi aventada a possíbilidade de Rosinha se locomover no mesmo hicóptero em que ele usava. Felizmente o fato não se sucedeu, o cosntrangimento não se efetivou. Mas essa cordialidade não é tão grande assim, muito especialmente com relação ao vereador da capital e presidnete do PMDB que agora esta perseguindo os demais Garotinhos (Clarissa e Pudim). A saida amigável, como é o caso de Nelson Nahim e Magal, ambos vereadores e candidatíssimos ao pleito de 2010, é uma situação muito perigosa. Mesmo que o PMDB concorde com a saida de seus filados com mandato, mesmo que o partido pela nacional também concorde, mesmo que o partido se comprometa a não pleitear o mandato que é da sigla, tudo pode acontecer. O MPE e qualquer cidadão poderá aguir em Juizo a infidelidade partidária e aí tudo pode acontecer, até nada. Até o momento não existe jurisprudência firmada com relação a esta situação. Daí que essa saida, mesmo que amigável e boa para ambas as partes, poderá ser temerária. Até porque o mandato é do partido, mas existe a figura do suplente na lista de espera e ainda que este compareça ao documento de acordo. Os orgãos públicos como o Minsitério Público pode não entender assim. Situação muito complicada.

Nenhum comentário: