quinta-feira, 1 de julho de 2010

Dia complicado...

Nem bem digerimos a decisão do TSE que por liminar restabelecia os direitos de elegibilidade de Garotinho, fomos surpreendidos com a decisão do ex governador de não mais concorrer ao governo do Estado do Rio e sim optou por sair candidato a deputado federal.

Paralelo a isso Pudim, deputado federal declarava que desistia a reeleição.

Pensam que acabava ai. A primeira filha e vereadora do Rio de Janeiro declarava na Câmara da Capital que a casa a informara exoficialmente que o PMDB já pedira sua cadeira e tudo é uma questão de horas ou dias para perde-la.

Enquanto isso, em Brasília o TSE negava liminar a Rosinha Garotinho para continuar no cargo. O TRE por força do ofício, não podia continuar mantendo o acordo e compromisso imoral selado com Rosely Lopes Pessanha, advogada e esposa do desembargador Francisco de Assis Pessanha.

Pensam que acabou ai? Acabou não.
Nelson Nahim, verador e presidente da Câmara Municipal, substituto constitucional de Rosinha e Chicão, com sua ausência na cidade protagonizou um verdadeiro pastelão.
Mas acabou tendo que aparecer e com isso virou prefeito (seu sonho) e deixou de ser possível sua candidatura a deputado estadual.
Nahim trocou bem. Trocou a hipótese de deputado estadual por pilotar uma prefeitura milionária, ainda que por alguns dias e/ou meses.

Eta dia tumultuado e olha que só teve 24 horas.

Como diz Roberto Carlos: ¨São tantas as emoções...¨

Paralelo a tudo isso, tivemos manifestações de ambos os lados, Trio eletrico com secretários que vão perder a teta, protestando na porta da Câmara, dizem que em estrada também. Mas teve muito, mas muito foguetório...

Mas amanhã é dia de jogo da seleção e a partida vai ser no horário de almoço. Estamos acostumado com essa bagunça (Carlos Alberto, Arnaldo e Mocaiber, todos foram cassados).

Portanto, amanhã dia novo, vida nova...

Nenhum comentário: