quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Brincadeira de criança.




Reproduzo o artigo do Fernando Peregrino, postado em seu blog e quero só acrescentar duas considerações.

É engraçado que a mídia do Rio passou a campanha inteira apregoando que Cabral tinha o apoio de 91 dos 92 prefeitos e que o Garotinho não tinha apoio de ninguém. Todos se lembram disso. Agora no 2º turno, como Dilma foi mal no interior fluminense, de repente O Globo e alguns colunistas passaram a me atribuir um poder enorme sobre os prefeitos. Insinuam até que fiz campanha velada contra Dilma. É tudo conversa fiada ou como se diz popularmente “desculpa de esfarrapado”.

Todo mundo sabe que fiquei neutro no 2º turno, não fiz nenhuma reunião com o nosso pessoal para pedir que fizessem campanha pra Dilma ou pra Serra. Cabral e seus aliados abandonaram Dilma na estrada no 2º turno, além de terem surgido várias situações, que Peregrino lista no seu artigo, que explicam a vitória de Serra em boa parte do interior.

O resto é como está no artigo, pura intriga. É mais fácil tentar jogar a culpa no Garotinho, do que dizer que Cabral é o culpado, afinal ele paga.



O texto acima esta no blog do Garotinho. Ficou neutro? Isso é brincadeira. Garotinho esta substimando a inteligência da população pensante. Isso é querer humilhar a todos que temos um mínimo de inteligência. Assume que tomou partido. Teve lado, votou e mandou votar. Perdeu. Perdeu mas deu o troco em Cabral como queria. Garotinho não teve espaço para apoiar Dilma. O PT e Lula não quiseram, não deixaram...

Todos vimos e sentimos isso...

A vitória de Serra aqui em Campos foi um tiro no pé que vai custar muito caro a Garotinho, ele ainda vai se arrepender disso.

Nenhum comentário: