quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Eleição suplementar...

A política local esta em regime de stress absoluto. Sem exceção todos estão na expectativa de uma eleição suplementar. O retorno da prefeita afastada não é mais levado em consideração nem mesmo pelo marido Garotinho que no último sábado confirmou o que já vinha sendo dito pelos seus correligionários mais próximos: Garotinho é candidato numa suplementar (depois ele tentou se desdizer). Ora sê ele se coloca a disposição para se candidatar, é sinal que ele mesmo não acredita no retorno da mulher.

Esse tipo de colocação não colabora em nada, para ninguém.

Mesmo porque numa possível eleição suplementar a lógica seria que o candidato natural fosse o cunhado e prefeito interino Nelson Nahim.

Mas... Ao que tudo indica não é.

Sê é que Garotinho ainda ouve alguém, esse alguém deveria alertar que numa eleição, o nome de Nahim é bem visto pela população. Nahim esta fazendo uma boa administração. Tem sido bem avaliado por todos os setores.

Será quer seria justamente por isso que Garotinho estaria se lançando?

Nenhum comentário: